🐝 O Vespeiro | Resenha

A leitura de O Vespeiro foi uma graça vinda do algo mais comum entre os leitores: a famosa promoção! Olhava os livros, procurando algo legal ou uma sinopse interessante e acabei me deparando com essa belezura escondida entre The Witcher e Gossip Girl. Confesso que por R$15 valeu a pena - pela edição então 💖!

INFORMAÇÕES DO LIVRO


O Vespeiro
The Nest
Kenneth Oppel
240 Páginas | Editora Galera Record

Algumas crianças veem o verão como um tempo de alegria e brincadeiras. Mas para Steve é apenas mais um período de preocupação e ansiedade. Seu irmão recém-nascido está lutando pela vida... E ninguém sabe se ele conseguirá vencer essa batalha. Como seus pais ficarão se o pior acontecer? 

Além de tudo, ainda há um vespeiro no telhado de sua casa... Ele é alérgico! Quando uma vespa-rainha invade seus sonhos com uma solução para todos os problemas, Steve acha que tudo se resolverá, ele só precisa dizer sim. Mas sim é uma palavra muito poderosa... Será possível voltar atrás?

MINHA RESENHA

Nomes são apenas nomes.
No fim das contas, não querem dizer nada. - pág. 77

Em pleno verão, Steve teve uma surpresa. Além de se preocupar com sua ansiedade e davaneios, seu irmãozinho nasceu. O pequeno Théo nasceu com uma doença e agora luta entre a vida e a morte.

Com o sofrimento passeando pelos cômodos da casa, os seus pais passam a dar mais atenção a Théo. Com a situação cada vez mais intensa, Steve quer que esse sofrimento acabe, ele diria sim a qualquer coisa. Durante um sonho de verão, recebe uma visita inesperada: uma vespa-rainha.
Mas o que é importante lembrar é que se trata de sonhos apenas. As experiências ali vividas podem ser potentes, mas não são experiências verdadeiras e não têm poder real sobre você. É como aquilo que discutimos na última consulta, você se lembra? Um sentimento não é um fato. O que acontece no sonho permanece no sonho. - pág. 111
Apesar de ser um livro infantil, O Vespeiro nos mostra uma inocência frágil e abalada. Steve só quer que seu irmãozinho melhore e que a felicidade habite sua casa. A vespa pode até realizar seu desejo, mas ao aceitá-la, sua vida poderá correr risco.


Kenneth cria um suspense sutil, que ao chegar no finalmente, não deixa a desejar. Focando sempre na perfeição, o autor abre os olhos de seus leitores para quem deseja alcançá-la:
As pessoas mentem e dizem que não fazem questão de ter perfeição. Mas isso é o que elas realmente buscam. Corpos, mentes, poltronas confortáveis, carros, férias, namorados e namoradas, animais de estimação e filhos perfeitos. Acima de tudo filhos. Porque mentimos e dizemos que não queremos a perfeição? Porque tememos que as pessoas nos considerem perversos, superficiais ou cruéis. Mas todos nós desejamos a perfeição. - pág. 213
Com a leitura rápida, só tenho a elogiar a escrita do autor que não perde tempo em rodeios, sendo objetivo no que pretendia, mostrar e abordar. #dica Uma ótima leitura para quem deseja sair da ressaca literária ou dar um tempo em livros com grande quantidade de páginas.

SOBRE O AUTOR


Kenneth nasceu em Port Alberni, uma cidade usina na Ilha de Vancouver, British Columbia, mas passou a maior parte da infância em Victoria, BC e na costa oposta, em Halifax, Nova Scotia.

Quando tinha cerca de doze anos decidiu que queria ser um escritor. Começou a escrever Sci-Fi épicos (a sua fase Star Wars) e então passou a contos de espada e feitiçaria (a sua fase de Dungeons and Dragons).

Tinha um amigo da família que conhecia Roald Dahl - um dos seus autores favoritos - e esse amigo se ofereceu para mostrar a Dahl a sua história. Nunca ouviu Roald Dahl lhe responder diretamente, mas ele leu a história, e gostou o suficiente para passar para o seu próprio agente literário. Recebeu uma carta deles, dizendo que queriam levar a diante, e tentar vender a história. E eles fizeram.

Compartilhe:

0 comentários