❾¾ Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban | Resenha

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban é um livro que tem muita preferência entre os fãs, já que ele marca a transição da série de livros para algo mais sombrio, mágico e repleto de segredos. Não serei o primeiro a dizer isso, mas este livro é um dos meus preferidos - tanto que estou colecionando as versões lançadas aqui no Brasil.

INFORMAÇÕES DO LIVRO


Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban #3
Harry Potter and the Prisioner of Azkaban
J. K. Rowling
348 Páginas | Editora Rocco
★★★★★

Durante 12 longos anos, a assustadora fortaleza de Azkaban manteve prisioneiro o bruxo Sirius Black. Condenado pelo assassinato de 13 pessoas com um só feitiço, alguns acreditam que Black seja o mais fiel dos seguidores d'Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado. Agora ele fugiu da prisão. E os guardas da prisão disseram que Black andara repetindo a seguinte frase durante o sono "Ele está em Hogwarts... ele está em Hogwarts." Será que o perigoso bruxo esta vindo atras de Harry?

MINHA RESENHA

Isto sugere que o que você mais teme é o medo, muito sensato, Harry.
- pág. 117
Harry está em clima de férias, não as melhores férias de sua vida, mas um pouco melhor. O que já era complicado, fica pior: chegada de Tia Guida. Arrogante, folgada e cheia de amores pelo seu estripador, Guida comenta coisas sobre os pais de Potter e ele não se controla. Inchando, a tia infla e vira um grande balão que fica sobrevoando o céu.

Harry sabia que tio Válter o atacaria com fúria e logo corre para o quarto, prepara o malão e sai de casa sem rumo. Imaginando que seria expulso de Hogwarts, o jovem pensa em coisas diversas na rua escura até ser surpreendido pelo Nôitibus Andante - transporte de emergência para bruxos e bruxas perdidos. Pedindo que o leve ao Caldeirão Furado, ele se depara mais uma vez com a imagem de Sirius Black.

Chegando ao Caldeirão Furado, Harry conhece Cornélio Fudge - ministro da magia, que lhe conta sobre o que aconteceu com os tios depois do acontecido e pede que Harry não fique com passeios até tarde e também o avisa que estará sendo vigiado.

Em Hogwarts, o alarde sobre Sirius Black está em alta. Black, um dos seguidores de Você-Sabe-Quem, foi o primeiro que conseguiu fugir da prisão de segurança máxima de Azkaban. As pessoas ao redor de Harry pedem que ele tenha cuidado já que o criminoso está atrás de uma coisa, algo que impediu seu grande lorde de retornar. Esse algo? Harry.

Neste livro, Rowling nos faz adentrar um universo mais obscuro, fazendo-nos esquecer a inocência. Raiva, ódio e intrigas movimentam o livro que denomino como a porta de entrada para os acontecimentos seguintes da série que fica cada vez mais dark com o passar do tempo.

Em Prisioneiro de Azkaban somos apresentados a novos objetos e personagens que tornam o livro mais criativo, pensante e incrível.
Eu não saio por aí procurando encrenca - respondeu Harry, irritado.
- Em geral as encrencas vêm ao meu encontro.
- pág. 60
A presença de Dementadores no Expresso de Hogwarts já mostram que nada será fácil para o garoto. Colocados para procurar Black, acabam atacando-o e sua sorte é o novo integrante da história, Remo Lupin, o novo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas. Outra personagem que somos apresentados é o professora de adivinhação, Sibila Trelawney, que vem com mais um alerta para Harry sobre um possível futuro trágico.

Dementadores / Harry Potter Ilustrado © J.K. Rowling
Entre os novos objetos, Harry ganha dos gêmeos Weasley o 'Mapa do Maroto', uma mapa de Hogwarts que mostra onde cada pessoa está em exato momento. Tendo informações dos gêmeos sobre as passagens secretas do castelo e qual é a melhor para ir ao vilarejo de Hogsmeade, aquilo em mãos erradas poderia ser o fim para Harry.... e quase foi.

Não por causa do mapa, mas sim de Neville. O garotinho bobo que sempre esquece das senhas para entrar no dormitório, anotou-as em um papel e perdeu. Durante a noite, Sirius invade o quarto dos garotos e por sorte Rony vê e grita. Alertando a todos o que havia acontecido, aquilo só aumentou mais a vigília a Potter que quase foi morto.

Além disso, Mione e Rony estão em pé de guerra já que a garota agora tem um gato e ele tenta atacar Perebas quando possível. Isso faz com que ambos fiquem brigando constantemente, mas a jovem tem muito mais a se preocupar já que está sobrecarregada de matérias, mas fica um pouco aliviada com ajuda da Prof.ª Minerva. O outro objeto em questão foi esse tal presente de Minerva para Hermione: um vira-tempo - usado para a viagem no tempo, e que se assemelha a uma ampulheta em um colar. O número de vezes que se vira a ampulheta corresponde ao número de horas -, que ajuda a garota estudar todas as matérias de seu cronograma, mas também ajuda a salvar mais de uma vida inocente, como coloca Dumbledore, tão sabiamente.

O passado do bruxinho será revelado com pontos chaves cruciais. Harry começa a amadurecer e nem tudo será alegria. O perigo é real. Com novas magias, personagens e um contexto magnífico de criação sobre retornar ao passado, este é um dos melhores livro da série de Harry Potter.

Compartilhe:

8 comentários

  1. Nem sei dizer o quanto é nostálgico ler uma resenha de Harry Potter, pois foi um dos primeiros livros que li quando comecei a levar a leitura a sério. Realmente esse livro foi muito pensante e eu amei esse lado mais obscuro que veio a partir dele. Confesso que meu coração se derreteu pelo Sirius rsrs. Realmente, um dos melhores livros do bruxinho.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Nunca li os livros da saga Harry Potter e hoje em dia não tenho muito interesse. Pelos filmes, assisti a maioria, tenho uma ideia de como é o universo dos livros.
    Apesar disso, fico babando as várias edições que vejo nas lojas virtuais.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Enquanto muita gente se sente em clima de nostalgia por rever HP eu me sinto totalmente alheia porque nunca li haha mas reconheço a importância da história. Gostei muito da sua resenha, foi muito bem elaborada e falou de questões que eu ainda não sabia direito, obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Primeiro assisti ao filme, para depois ler os livros, o mundo de magia HP foi meu primeiro encanto em ler e assistir ficção, e nunca mais parei pois realmente adoro. Parabéns pela resenha me trouxe várias recordações e uma vontade de ler de novo as histórias, abraços!

    ResponderExcluir
  5. Acho que esse é um dos meus livro favoritos da saga do Harry Potter! Amei ler a sua resenha e matar a saudade da história! Estou louca para reler eles! <3

    ResponderExcluir
  6. Que saudade sua resenha me deu de Harry Potter!!!
    Pretendo ler/ reler todos os livros esse ano, e agora fiquei ainda mais animada.
    Deu pra sentir um pouco da emoção do enredo lendo sua resenha. Uma vez apaixonada por Harry Potter, acho que a paixão dura para sempre. Rs...

    ResponderExcluir
  7. Oie,
    O prisioneiro de Askabam com certeza é um dos melhores da saga, apesar de não ter lido todos os ainda, e confesso que nem sei se vou mais, já decorei as falas dos filmes hahaha, ainda sim a vontade habita meu coração. Quem sabe um dia desses eu não pare e leia tudo de uma vez?
    Porque Harry é Harry, e só de ouvir seu nome já dá saudades.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Pra mim, esse livro resultou na melhor adaptação. De todos os filmes, é o meu favorito, e o segundo favorito como livro. Vontade de reler Harry Potter...

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir