NOIR | Alerta Musical ⚠

SUNMI foi uma descoberta graças ao modo AutoPlay do Spotify. Mas você deve se perguntar - caso acompanhe o universo da música sul-coreana, "e Gashina? Heroine?". Bom, faz pouco tempo que exploro esse gênero e sei do boom que a cantora teve. Eu ouvi, assistir e ficou esquecida. Não passei a acompanhar a artista, mas bem, ela retornou com o seu single "Noir" e olha, vai dar o que falar.

SOBRE 선미

Resultado de imagem para sunmi noir gif
SUNMI, antes da carreira solo atual, fez parte e se destacou no girl group Wonder Girls. O grupo passou por altos e baixos e chegou ao seu fim em 2017. Em menos de três meses, ela já estava começando em uma nova gravadora.


Em 22 de agosto, foi lançado "Gashina" que foi recebido com sucesso pela reação do público e ótimas posições nos charts. Logo mais, em 2018, ela retorna, lança "Heroine" como single  e mais tarde um EP "WARNING" com o all-kill de seis paradas musicais "Siren".

We are in noir

이제 없어 너와


Com dois lados, o novo single de Sunmi é interessante. Com uma sonoridade prazerosa com batidas de discoteca oitentista, frases marcadas com significados caso interligados e duplicados quando se assiste o videoclipe, é para ficar animado com seu retorno e repensar em si.

Falando sobre um relacionamento fracassado, sentindo que a separação é inevitável, mas como proceder afinal? Ela está no escuro ou em filme Noir?

Provavelmente eles terminaram, não há nada mais a fazer, apenas aceitar e seguir em frente, por outro lado, o filme apenas começou e ela vê que ambos estão em um Noir e precisam desempenhar seus papéis diante o público. Lembrando que na parte da música em si, ela está compartilhando para todos o seu sofrimento e isso nos leva ao videoclipe.

O MV (MUSIC VIDEO)

Satirizando sobre as redes sociais e sua toxidade, Sunmi mostra-se como uma famosa que vive compartilhando coisas que na realidade nunca viveu, fazendo de tudo para conseguir números, likes e até mesmo se alimenta deles - no começo do videoclipe ela come coraçõezinhos açucarados.

Isso demonstra que a adoração e os elogios oferecidos nas mídias acabam gratificando e estimulando mais e mais isso, logo destacando os perigos que isso traz pois em um tempo os comentários cruéis surgem e loucuras acontecem, como se fossem challenges, em que ela fica brincando com a faca entre os dedos ou quando pula em uma cama de objetos pontudos.
Neste momento, Noir ganha adições ao seu amplo significado e vemos como as pessoas apresentam uma imagem glamurosa online e a falsidade no mundo real.

Exemplificando, as cenas em que aparece curtindo um dia frio diante a neve onde na verdade é apenas uma imagem ao fundo, ou seus pés sobre a areia da praia sendo que ela fica em sua sala, um ambiente criado apenas para esta foto #nofilter.


A superexposição de acontecimentos trágicos nas redes socais fazendo com que as pessoas se preocupem com o momento ou apenas saibam que está tudo bem - quando na verdade nada está.

A escolha de roupas aleatórias apenas para um foto, não um momento que duraria muito mais que os segundos de acionamento de um flash.

Por fim, Sunmi mostra que todos nós gostamos de nos enfurecer com a toxicidade das mídias sociais e das pessoas que vivem em seus feeds, mas todos nós fazemos isso. Todos nós escolhemos os melhores sites de teste, escolhemos os melhores filtros e publicamos nossas vidas nas redes sociais para que outros possam admirar.






ALERTA MUSICAL | PLAYLIST ON SPOTIFY

Compartilhe:

0 comentários