⏳ #dearmetenyearsago | Diário #5

Ao entrar no twitter recentemente vi essa tag nos assuntos mundiais, com curiosidade fui ver sobre o que se tratava e era algo bem interessante:

#DearMeTenYearsAgo:
compartilhando conselhos inestimáveis
e hilariantes com seus eus mais jovens.

(...)Independentemente disso, os usuários do Twitter estão compartilhando conselhos inestimáveis ​​com os seus eus mais jovens através do #DearMeTenYearsAgo e é uma ótima maneira de aprender algumas lições rápidas que você ainda não aprendeu.(...)
Entre histórias de amizades, amor, autoconfiança e memes, resolvi fazer uma carta. ês podem levar isso a sério (ou não). Só espero que entendam que existem profundidades além do meu olhar.
Eu poderia dar conselhos sobre o que não fazer, mas seria um erro. Seus pais sempre disseram que é errando que se aprende e sei que tudo culminou em uma melhor disposição ao mundo, mas que também acabou lhe isolando dele.

Irão acontecer tantas coisas que você nunca pensou, experiências que vão te abalar emocionalmente e amigos que vai deixar ir. Tenho coisas a lhe dizer e preciso que preste bastante atenção.

Seus esforços em estudos irão lhe render amizades inesperadas e vai acabar sendo um exemplo para a família que vão ter esperanças em você, mas não vai durar. Coisas vão atrapalhar e bagunçar sua vida, o passado vai te atormentar e você vai sofrer. Ainda sofro, mas aprendi a ser forte.

Aqui, peço que tenha mais autoconfiança, construa sua fortaleza e abra sua mente. Não se prenda muito ao externo futuro, nem tudo vai acontecer como você imagina.

Com seus amigos, observe o olhar deles. Muito cuidado, por sinal. Você vai aprender que os olhos são muito poderosos: julgam, são felizes e entediam. Eles vão te trair pelo olhar e vai se sentir traído por sua fragilidade emocional. Não é sua culpa, não se machuque por isso.

Descubra e cuide-se. Pare de focar nos outros e preste atenção em você. Irá ficar muito mal um dia e vai fazer algo para testar seu limite emocional. Vai cuidar tanto de alguém que vai ser esquecido e levado a risos. Lágrimas e nervosismos causarão febre e noites mal dormidas.

Sua cor favorita irá mudar e seu estilo musical ficará tão aleatória que um dia vai se cansar. Continuará com a alma de uma criança, mas acima de tudo: aprenda a se amar; mesmo que essa palavra não exista no seu vocabulário.

Compartilhe:

5 comentários

  1. Ahhhh eu vi essa hashtag, mas não cheguei a ver do que se tratava. Gostei da ideia e mais ainda da sua carta <3 Meus pais sempre disseram o mesmo, que é errando que se aprende. Acho que se eu pudesse dar um conselho para meu eu mais jovem, diria para aproveitar mais os momentos e não pensar tanto no futuro=)

    Amei a proposta
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  2. Oi Ytalo.

    Também vi esse tag, mas não dei muita importância para ela. Agora lendo sua postagem achei a proposta bem interessante e seus pensamentos na carta. Parabéns pela suas palavras.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que intenso também! Imagino que seria de muita valia, se eu pudesse voltar a mim, de 10 anos atrás e dar alguns conselhos e dicas, aliviar um pouco do nervosismo e do medo de começar a vida adulta, com tantas dúvidas e responsabilidades.. Adorei.

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia essa tag, mas achei a coisa mais linda sobre ela e sobre o que você escreveu <3 Como a gente muda em 10 anos né? Eu escreveria tanta coisa para mim... ah, se eu soubesse...

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia a tag, mas achei a proposta muito interessante. Lendo sua carta fiquei emocionada!!!!
    Parabéns!

    ResponderExcluir