[Lançamento] Butcher Boy: Infância Sangrenta


A infância é um período de descobertas, em que a imaginação corre solta. Em suas mentes, as crianças dão contornos de fantasia até mesmo aos aspectos mais monótonos e indigestos de sua realidade e, assim, transformam sua vida em aventura.

NEM TODA CRIANÇA
TEM UMA INFÂNCIA FELIZ

Francis Brady tem uma imaginação poderosa, mas também tem algo a mais. Por trás de uma presumida fachada de inocência, se esconde um coração que pulsa com violência, revolta e indignação. Submetido à uma situação opressiva devido a sua classe social, condição familiar e religião, o jovem prova que as crianças não ficam imunes ao mundo no qual estão inseridas.
Butcher Boy: Infância Sangrenta nos leva para um universo onde a crueldade e a sociopatia não são prerrogativas dos adultos. Narrado em primeira pessoa pelo próprio Francie, o romance é um retrato panorâmico da vida, dos pensamentos e dos atos desse menino. Desprovido de empatia, mas não de humor, o fluxo de pensamentos de Francie guia o leitor pela Irlanda dos anos 1960, costurando passado e presente em uma trama que se constrói junto da personalidade do seu narrador.

A história já foi adaptada para o cinema pelo cineasta Neil Jordan e chegou ao Brasil em 1998 com o título de Nó na Garganta. Além da incrível edição da DarkSide® Books, o exemplar conta com uma análise do contexto histórico do romance, assinada pelo pesquisador de literatura Luiz Gasparelli.
Título: Butcher Boy: Infância Perdida
Título Original: The Butcher Boy
Autor(a): Patrick McCabe
Edição: Capa dura, 208 páginas

Com poderosa reconstrução de época, aliadas a uma prosa que emula o sotaque do personagem, Butcher Boy é um livro pungente, sangrento, divertido e aterrador. Ele nos lembra que os sonhos de infância também podem ser pesadelos aterrorizantes. Como sabemos, os verdadeiros demônios moram dentro de nós.


Todas as informações do livro e imagens
são de origem do site da Darkside Books.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.